quinta-feira, 14 de agosto de 2008

John Newlands e as oitavas

Propôs em 1863 a Lei das oitavas na qual oselementos se agrupavam em oitotal como acontece na escala musical.

Antes de se propor uma nova classificação, era necessário descobrir as massas atômicas relativas dos vários elementos que eram conhecidos.

Em 1864, Newlands ordenou os elementos então conhecidos por ordem crescente de massas atômicas relativas. Newlands verificou que se considerasse J. A. R. Newlands, uma classificação baseada na massa atômica relativa, um dado elemento (por exemplo, o lítio) apresentava propriedades semelhantes ao oitavo elemento a contar a partir dele (isto é, o sódio). A esta relação Newlands chamou a Lei das Oitavas, que dizia ser uma espécie de repetição tal como ocorre com as oitavas da escala musical.

Apesar de ter sido ridicularizado pela Sociedade de Química de Londres, Newlands sugere, com a Lei das Oitavas, uma classificação sistemática onde surge pela primeira vez o princípio envolvido na atual classificação dos elementos.

Mas Newlands viu que a sua lei apenas funcionava corretamente para as duas primeiras oitavas, na terceira e nas seguintes não se verificava. Foram encontrados então dois grandes erros:
• em algumas colunas onde se encontram elementos com propriedades semelhantes, há elementos que não deveriam pertencer a essa coluna — por exemplo, os metais cobalto e níquel que se encontram entre o cloro e o bromo. Esta foi uma das razões para que a classificação de Newlands não fosse aceite.
Mas existe ainda mais um erro:
• O telúrio (Te) foi colocado antes do iodo, mas a sua massa atômica relativa é maior.

2 comentários:

Posts disse...

Ae adorei seu blog!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Postado por Mathews

Luis disse...

Muito engraçado este post da lei de Newlands.

Trata-se, de facto, de uma obscura lei precursora do sistema periódico de Mendeleyeve, e da actual Tabela Periódica (TP).

Muito embora esta lei em nada esteja relacionada com a regra do octeto, poder-se-á afirmar de que o facto de se observar esta repetição das propriedades dos elementos em cada oito números atómicos nas primeiras duas linhas da TP, é um caso particular desta mesma regra.

Pena é que falhe quando se dá o preenchimento das orbitais d.

Helas ...

Com efeito, em última análise a tendência para adquirir conformação de gás nobre explica a repetição das propriedades em cada coluna das tais duas primeiras linhas do sistema periódico, conforme a regra do octeto.